skip to Main Content
Água – Economia No Trabalho
Estação de Tratamento de Efluentes Industriais da Dana Gravataí. Imagem: Marcos Massa

Nossos colaboradores mostram que reaproveitar o que foi poluído é mais simples do que parece. Na operação da Dana de Sorocaba, a equipe do SGA – Sistema de Gestão Ambiental – implementou um projeto que reutiliza água em dois banheiros internos da fábrica. Funciona assim: quando se lava as mãos nas pias do banheiro, a água usada cai direto no mictório. Assim, não há mais necessidade de dar descarga, o que reduziu para zero o gasto com água no mictório. O custo para realizar tal projeto foi de apenas R$ 35,00.

E se o assunto é economizar água, nosso SGA sorocabano também implementou outra ação muito inteligente: instalou inibidores de vazão em 35 torneiras – no refeitório e em três banheiros internos da fábrica. É um sistema que faz com que a vazão seja sempre a mesma, independente da abertura das torneiras. São orifícios calibrados, instalados dentro das torneiras: com eles, por mais que se abra totalmente o registro, sai a mesma quantidade de água – sempre suficiente, mas sem desperdício. Com isso, houve economia de 15% de água – só no refeitório. Em toda operação sorocabana, a economia foi de 9%. O custo da ação? Apenas R$ 5,70 por orifício calibrado.

E eis uma prova concreta de que um projeto de SOPE – Solução de Problemas em Equipe – não precisa ficar restrito aos processos de fabricação dos nossos produtos. Foi o que aconteceu com um grupo da Forjaria gaúcha, que implementou um projeto que eliminou o desperdício de água nos banheiros da Forjaria e da Matrizaria. Foi uma daquelas ideias simples, mas que funcionam: o grupo percebeu que nos mictórios dos banheiros um registro deixava água escorrendo 24 horas por dia, o ano inteiro, independente de uso. O grupo lançou mão de um projeto que automatizou a liberação de água nos mictórios, eliminando totalmente o desperdício.

Funciona assim: próximo do mictório há agora um sensor de presença que aciona uma eletroválvula que libera a água toda vez que alguém se aproxima. Quando a pessoa vai embora, o sensor desliga e a água estanca. Sabe quanto o grupo investiu nessa empreitada? Apenas R$ 135,00.