Cuidados na lubrificação de cardans: acompanhe o procedimento

Um dos procedimentos mais importantes para o perfeito funcionamento e boa durabilidade do sistema de transmissão por eixo cardan e cruzeta é a sua lubrificação. Neste informe, os técnicos Dana mostram a você, profissional da reparação, como fazer a correta lubrificação dos componentes de transmissão Spicer

Componente imprescindível em veículos com tração traseira, seja 4X2 ou 4X4, o eixo cardan tem a função de transmitir a força do motor para o diferencial. Sua manutenção preventiva merece atenção especial do reparador, especialmente a lubrificação periódica dos componentes.

A utilização do veículo interfere nos intervalos de lubrificação.

  • Se o veículo circula na cidade, o ideal é engraxar entre 8 mil a 13 mil km ou um mês de circulação.
  • Em uso rodoviário, os prazos podem ser maiores: até 20 mil km ou três meses, o que ocorrer primeiro.
  • Em aplicações severas ou fora de estrada, a lubrificação deve ser feita mensalmente, se possível e preferencialmente, a cada 15 dias para evitar surpresas desagradáveis.

O ponto principal é a lubrificação das partes móveis do Cardan: cruzetas, ponteiras e luvas, que deve ser feita de acordo com a recomendação do fabricante e com a graxa adequada. Use somente graxa de sabão de lítio do tipo EP 2 (Extrema Pressão com grau de consistência 2), que é resistente à temperatura e à lavagem com água.

Importante: O tipo de graxa da lubrificação deve ser observado atentamente. É terminantemente proibido utilizar lubrificantes à base de silicone, graxas usadas para proteção de chassis e grafitadas, pois, esses produtos só asseguram proteção superficial ao sistema.

Outra dica: não adianta colocar graxa em abundância na parte externa do Cardan. O ideal é bombear o lubrificante novo até que ele saia pelas borrachas de vedação, retirando o excesso com um pano limpo.

Caso isso não seja feito, os resíduos de graxa poderão acumular sujeira, o que acelera ainda mais o desgaste das peças móveis. A graxa precisa completar o Cardan até ser expulsa pelas quatro capas da cruzeta. Verifique se os anéis de vedação das cruzetas e da luva estão exercendo sua função, vedando de forma correta.

Se você tentou purgar a graxa e alguma capa não sinalizou estar completa, basta desapertar um pouco o sistema de fixação e tentar novamente.

Nos sistemas com engraxadeira, o funcionamento é o mesmo, portanto tenha certeza de que aplicou lubrificante suficiente para garantir a durabilidade do seu eixo.

Deixar o eixo Cardan “a seco”, ou seja, sem lubrificação, ou mesmo usar um produto inadequado provoca o desgaste prematuro dos componentes móveis, e o seu equipamento pode quebrar e precisar de manutenção corretiva.

Outro cuidado especial deve ser tomado caso seja utilizado equipamento pneumático para fazer a lubrificação, já que os sistemas de drenagem e filtragem do compressor precisam estar em ordem.

A contaminação da graxa lubrificante com água e partículas abrasivas reduz consideravelmente a vida útil dos roletes e munhões das cruzetas.

É fundamental aplicar graxa na cruzeta até que toda a substância antiga seja eliminada pelas quatro capas da cruzeta.

Uma lubrificação incorreta pode não só fundir a cruzeta, mas também provocar outros danos em todo o eixo. Para evitar danos em outras peças é essencial fazer uma verificação rápida em todos os componentes do eixo cardan.

Segundo os técnicos Dana, a inspeção deve ser feita em cinco passos.

  1. As capas das cruzetas não devem estar espelhadas (sinal de desgaste por rotação).
  2. Na ponteira deslizante e luva é preciso procurar folga entre os entalhados, travando uma peça e movimentando outra.
  3. Observe garfo e terminal quanto a trincas ou folga nos olhais, bem como o tubo, que deve apresentar peso de balanceamento e nenhum sinal de impacto.
  4. Verifique também o mancal quanto a trincas ou folga.
  5. Por fim, gire o cardan para ver se o rolamento não faz barulho.

Marcas de graxas recomendadas Dana:

  • Texaco – Multifak EP2
  • Shell – Retinax

CUIDADOS DE SEGURANÇA

Não faça intervenções e nem se aproxime de eixos cardan em movimento. Você pode ficar preso pela roupa ou pelos cabelos e sofrer ferimentos graves.

Utilize sempre equipamentos de proteção individual: óculos, luvas etc.

Se precisar de mais informações, possuímos um extenso acervo de publicações técnicas a sua disposição. Abaixo link para dois arquivos sobre o assunto Lubrificação do Eixo Cardan, disponíveis no site Spicer.

 

 

[geot country="BR"] [/geot] [geot country="AR"]

De acuerdo con su ubicación quizás le interese visitar www.dana.com.ar. Si desea cambiar de país por favor haga click aquí.

[/geot] [geot country="CO"]

De acuerdo con su ubicación quizás le interese visitar www.dana.com.co. Si desea cambiar de país por favor haga click aquí.

[/geot] [geot country="EC"]

De acuerdo con su ubicación quizás le interese visitar www.danaecuador.com.ec. Si desea cambiar de país por favor haga click aquí.

[/geot]