Cozinha legal, aproveitamento integral

Cozinha legal, aproveitamento integral

Segurança Alimentar na prática

A assistente social, Berenice Saut. Imagem: Marcos Massa

“O que parece óbvio para nós não é para nossos alunos”. A frase da assistente social Berenice Saut, coordenadora do Centro Marista Mario Quintana, de Gravataí, parece simples, mas passa longe disso. O Centro atende deficientes auditivos, mentais e também crianças e jovens ouvintes em situação de vulnerabilidade social. Impressionante assistir como está se desenvolvendo o projeto “Cozinha legal, aproveitamento integral” que já os fez mudar alguns conceitos básicos essenciais para a vida, como lavar as frutas e verduras antes de comê-las em casa.

Este é um dos projetos que a Dana está apoiando através da Rede Parceria Social – todos com foco em Segurança Alimentar, que prevê justamente esse tipo de aprendizado e também o reaproveitamento de alimentos, cuidados ambientais e aulas de culinária na prática.

As crianças e jovens que frequentam o Centro encontram ali uma oportunidade de inclusão no mercado de trabalho, com a realização de oficinas de geração de renda. Para a comunidade de Gravataí, é oferecida a capacitação para o entendimento da Língua Brasileira de Sinais (Libras). O objetivo é proporcionar aos surdos a inclusão social e a independência econômica, diminuindo as barreiras invisíveis entre surdos e ouvintes. “Nosso processo é baseado em educar para cidadania, agregando valores e princípios onde é oportunizado o acesso para formar pessoas capacitadas e propensas a participar de forma crítica, solidária e construtiva na transformação social”, explica Berenice.

O Centro Marista fica no bairro Barnabé, em Gravataí, mas os alunos vêm de diversos bairros da cidade e também de municípios vizinhos, como Porto Alegre, Cachoeirinha, Gravataí e Alvorada. O Centro recebe 45 alunos no turno da manhã e 93 alunos à tarde – isso incluindo as aulas de Libras e os projetos para crianças com ou sem deficiência auditiva.

A alegria contagiante de Luciana. Imagem: Marcos Massa
A alegria contagiante de Luciana.
Imagem: Marcos Massa

O projeto “Cozinha Legal” abrange um grupo de jovens com deficiência mental que frequenta diariamente o local. Eles participam de uma oficina sobre Segurança Alimentar e preparam receitas que reutilizam os alimentos que a maioria das pessoas joga fora, como cascas de banana. No dia de nossa visita, por exemplo, era aniversário de uma das alunas e eles comemoravam com um bolo feito com banana e sua casca, uma delícia rica em nutrientes.

Carmen Reis, assistente social que trabalha na entidade-âncora do projeto, a AMRIGS, explica que o projeto vem ao encontro de outras necessidades dos alunos. “É preciso ter cuidado com a obesidade, já que alguns alunos tomam medicação que pode aumentar esta tendência. O projeto ainda traz conceitos de responsabilidade ambiental, inclusão e a importância do reaproveitamento e combate ao desperdício de alimentos”, afirma. Carmen está coberta de razão. De acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS), as pessoas nascem ou adquirem deficiências por diversas razões – 20% são por problemas de desnutrição, consumo insuficiente ou em excesso de alimentos, sem balanceamento nutricional, o que equivale em percentual igual por fatores congênitos.

Juliana Pereira Martins completava 31 anos de vida e não poderia estar em melhor companhia. Ela mora num bairro afastado do Centro e comemorava uma conquista: agora, não precisa mais do acompanhamento da irmã Camila para ir às aulas do Centro, uma conquista e tanto para a jovem. Ela mostrava a horta com os temperos plantados por ela e seus colegas e disse que está adorando aprender receitas novas. “Algumas delas até já levei para casa e, como aprendemos a reaproveitar alimentos, vão ajudar também minha mãe a economizar”, diz Juliana.

Luciane já faz as receitas em casa. Imagem: Marcos Massa
Luciane já faz as receitas em casa.
Imagem: Marcos Massa

Sua colega, Luciane Schwartz, contou que também faz as receitas em casa para o marido e os dois filhos, e inclusive começou uma horta com os conhecimentos do projeto. Ela mora em São Leopoldo com a família, mas nasceu em Esteio. A jovem conta que não conhecia os conceitos de reaproveitamento de alimentos e também não sabia como plantar seus vegetais em casa. “Agora, meus filhos comem legumes sempre fresquinhos e sem agrotóxicos, que planto na horta de casa. Além disso, o pessoal adora ser ‘cobaia’ das receitas que aprendo aqui no Centro”, ri Luciane.

A secretária que trabalha na instituição, Sandra Menegaz, fala que a turma de portadores de deficiências mentais que frequenta o Centro Marista é pra lá de unida e especial. “Trabalho aqui há anos e posso dizer que esta turma que está tendo aulas de reaproveitamento de alimentos é muito unida. Jamais vi eles brigando, nem mesmo discutindo. A união e a amizade entre eles é tocante, sem contar que se sentem muito privilegiados por estar aprendendo coisas novas”, relata. Sandra atua no Centro Social Marista há seis anos e diz que, embora o projeto esteja só no começo, já nota-se uma mudança comportamental no grupo. “O maior ganho é na autoestima deles. Lembro de alguns alunos que hoje são bastante extrovertidos, como o Vanderlei… quando ele começou a frequentar o Centro, quase não falava com os colegas. Hoje, é amigo de todos, as aulas de cozinha ajudaram-no a desenvolver uma personalidade mais sociável, a trabalhar em equipe. Quero ver quanto mais ele mudará ao longo do projeto!”, afirma, animada.

Todos os projetos patrocinados pela Dana na fase 2010/2011 envolvem Segurança Alimentar, como também na fase anterior, e acontecem em diversas cidades do RS: Porto Alegre, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Gravataí, Caxias do Sul e Montenegro. “Apesar do tema da Segurança Alimentar ter sido mantido, é importante ressaltar que agora apoiamos projetos novos, diferentes do ano passado. Estamos alinhados com os objetivos da Rede Parceria Social, que objetiva que, após um ano, as ONGs tenham conhecimento para andar com as próprias pernas”, diz Luis Pedro Ferreira, Gerente de Comunicação Corporativa da Dana.

ARTIGOS SEMELHANTES