PROJETO OUVIRAVIDA: Apresentação semestral das crianças emociona a comunidade

O dia 9 de julho vai ficar na memória das 150 crianças que participam do projeto Ouviravida, em Gravataí (RS), patrocinado pela Dana por meio da LIC, Lei de Incentivo a Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, que permite que se direcione parte da verba destinada ao ICMS para projetos socioculturais como o Ouviravida, que está em seu 2o ano em Gravataí.

Vai ficar na memória porque foram seis meses de ensaios e preparações para o dia que marcou o final do semestre para os pequenos que estudam música. A Igreja Santa Clara ficou pequena para tantos familiares e amigos que foram conferir a música dos jovens estudantes.

Yasmin Corrêa de Castro, aluna de 8 anos das aulas de flauta doce, admitiu estar nervosa para a apresentação – ela não parava em um só lugar! “Meus pais e avós estão aqui, imagina se eu erro alguma nota!”. Ela faz aula de flauta doce desde 2004, o ano em que o projeto teve seu início em Gravataí, no bairro Morada do Vale III. Antes de começar a freqüentar as aulas do projeto, sua principal atividade era assistir tevê em casa. Agora, fez novos amigos, tem o hábito de ensaiar em casa e está aprendendo a ouvir música clássica “sem ficar com sono”, brinca. Sua avó, Eloá Corrêa, é a fã número 1 do projeto Ouviravida. “Estas aulas caíram do céu justamente numa fase importante do desenvolvimento da minha neta. Hoje, ela está mais calma”, conta. Na apresentação do último sábado, os alunos tocaram e cantaram músicas de Toquinho e Vitor Ramil, entre outros compositores da MPB.

“O Projeto Ouviravida foi concebido há cinco anos”, conforme conta o maestro da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) e coordenador do projeto, Tiago Flores. “O Ouviravida é uma proposta de educação musical popular gratuita, em que crianças e adolescentes de bairros menos favorecidos aprendem percussão, flauta doce e canto. O material didático é fornecido pela prefeitura de Gravataí, e os instrumentos e professores são custeados pela Dana por meio do convênio viabilizado pela LIC com o Governo do Estado.

As aulas acontecem duas vezes por semana no bairro Morada do Vale III, em Gravataí, e atingem crianças e adolescentes entre 7 e 18 anos da comunidade e dos bairros vizinhos. “O projeto também beneficia os alunos que tiverem interesse em continuar o aprendizado ingressando na Escola de Música da OSPA”, afirma o maestro.

Se você quer saber mais sobre como sua empresa pode fazer para participar de projetos como este, mande um email para alo@dana.com. Vai ser um prazer dividir nossas experiências.