Dana doa documentários de Jean Manzon nas comemorações dos 50 anos da indústria automobilística brasileira

Hoje a Dana promoveu a cerimônia de disseminação do Projeto Dana-Manzon. Os filmes recém-restaurados de Jean Manzon passarão a integrar os acervos de museus, instituições e clubes de antigomobilismo selecionados em todo o País. Em cerimônia aberta à Imprensa, entidades e convidados, a Dana oficializou a doação de cópias dos filmes restaurados ao acervo de 21 entidades, entre centros de documentação, museus, clubes de antigomobilismo e instituições voltadas à preservação da história dos transportes.

Ao restaurar e digitalizar os documentários de Jean Manzon, a meta principal da Dana e da Acervo Cultural Brasil (entidade que detém os direitos autorais do acervo de Jean Manzon) é tornar esses filmes acessíveis ao grande público. Como foram produzidos para exibição em salas de cinema ou sob encomenda de indústrias da época, muitos são praticamente inéditos ou foram apresentados pela última vez há mais de 50 anos.

Foram selecionadas 21 instituições com uma infra-estrutura adequada, representatividade geográfica e trabalho reconhecido de preservação histórica para receberem as cópias em DVD das 23 produções recuperadas. São elas:

– Centro de Documentação da ANFAVEA
– Confederação Nacional do Transporte
– Fundação Memória do Transporte
– Fundação Romi
– Museu Paulista
– Museu Gaetano Ferolla – SP Trans
– Museu Aeroespacial do Rio de Janeiro
– Museu Asas de Um Sonho (São Carlos/SP)
– Museu do Automóvel de São Paulo
– Museu do Automóvel de Brasília
– Museu do Automóvel do Ceará
– Museu do Automóvel do Paraná
– Museu do Relicar Clube de Santa Catarina
– Museu da Tecnologia da Ulbra (Canoas/RS)
– Museu Eduardo André Matarazzo (Bebedouro/SP)
– Museu Agromen de Máquinas Agrícolas (Orlândia/SP)
– Fusca Clube do Brasil
– Clube do Ford V8
– Associação dos Proprietários de DKW
– Jeep Clube do Brasil
– UniFEI – Biblioteca de Engenharia Mecânica Automobilística

Site Histórico

A Dana inaugurou no último mês um site com os grandes momentos dos 50 Anos da Indústria Automobilística Brasileira. Em www.dana.com.br/historia estão disponíveis filmes, fotos, dados sobre os veículos nacionais que marcaram época, a evolução das montadoras no país e opiniões de quem participou dessa saga.

Sobre Jean Manzon

O francês Jean Manzon chegou ao Brasil em 1940, aos 25 anos, depois de trabalhar no jornal France-Soir, na revista Paris-March e para o serviço cinematográfico da Marinha Francesa.

Primeiro atuou no Departamento de Imprensa e Propaganda do Estado Novo de Getúlio Vargas. Entre 1943 e 1952, fotografou para a revista O Cruzeiro, numa parceria com o jornalista David Nasser que marcou época. Em 1952, criou sua produtora cinematográfica e tornou-se o maior expoente do documentário brasileiro.

Manzon revelou aspectos até então desconhecidos do país e, ao mesmo tempo, foi capaz de resgatar o que era comum sob novos pontos de vista. Nos legou uma rica iconografia que abrange os mais diversos temas: nações indígenas (em viagens com os irmãos Villas Boas), tipos humanos regionais, natureza, cidades, indústrias, carnaval ou problemas sociais.

Por seus trabalhos, recebeu 11 prêmios nacionais e internacionais, dentre eles, o “Gran Prix” da Bienal Internacional de Veneza, o ”Leão de Ouro” em Paris e o “Award Festival Industrial” de Chicago. Suas fotografias fazem parte dos acervos do MASP – Museu de Arte de São Paulo e do Centro Português de Fotografia.

Jean Manzon morreu em Portugal, em 1990. A Acervo Cultural Brasil adquiriu sua coleção anos depois e iniciou os trabalhos de pesquisa, catalogação, manutenção, restauração e digitalização dos 752 documentários e mais de 17 mil negativos fotográficos. A Dana integra o grupo de empresas que apóia o projeto, com base na Lei Federal de Incentivo à Cultura.