DANA 100 ANOS: Chevrolet 1957 e seu famoso “rabo-de-peixe”

Há alguns anos, a Dana firmou uma parceria com o Museu da Tecnologia da Ulbra, localizado na cidade de Canoas (RS), visando apoiar um dos mais importantes acervos automobilísticos da América Latina e um dos maiores do mundo. Hoje, o Canal Dana apresenta o Chevrolet 1957 conversível exposto no museu.

Considerado um dos carros americanos mais belos de todos os tempos, o Chevrolet 1957 é extremamente valorizado entre os colecionadores e amantes de automóveis. Suas linhas se diferenciam pela frente agressiva e pelo famoso “rabo-de-peixe”.

Popularmente, o Chevrolet 1957 é conhecido como Bel Air, mas nessa questão se faz necessário um esclarecimento: nesse ano havia três versões de acabamento do Chevrolet, o básico 1-15 (one-fifth), o intermediário 2-10 (two-ten) e o Bel Air, top de linha. Como no Brasil foram importadas mais unidades da versão top do que das outras, esta se tornou mais popular entre os brasileiros, mas Bel Air não é sinônimo de Chevrolet 57.

Em 1957, foram produzidas 47.562 unidades conversíveis do Chevrolet e, neste modelo da Ulbra, você pode observar duas das principais opções: o estepe tipo Continental e a cobertura da roda traseira, característicos do pacote De Luxe.

Quer ver fotos e saber mais sobre o Chevrolet 1957? Então, clique aqui.

A história da Dana funde-se com a da indústria automobilística. A cruzeta, uma junta universal que é a base da solução de tração inventada e patenteada por Clarence Spicer há 100 anos, segue movendo veículos em todo o planeta, e a busca constante por inovação continua norteando nossas ações, integrando sistemas, otimizando recursos e fazendo nossos clientes vencerem. Para comemorar o nosso centenário, trazemos para você carros do incrível Museu de Tecnologia da Ulbra, do Rio Grande do Sul, verdadeiros ícones de uma paixão que movimenta o mundo. Dana, 100 anos trazendo tecnologia até você.