AQUI TEM DANA: Fittipaldi FD 01 renasce no Salão do Automóvel

Completamente restaurado, ícone do automobilismo nacional será destaque no estande da Dana-Fittipaldi

Após mais de um ano de pesquisas e um minucioso trabalho de recuperação de componentes e sistemas, chega ao final a restauração do Fittipaldi FD 01, que ficou conhecido como Copersucar, primeiro carro brasileiro a disputar uma prova de Fórmula 1. Exatamente trinta anos após a sua apresentação oficial em Brasília, em outubro de 1974, o carro será reapresentado ao público durante o Salão Internacional do Automóvel 2004, em São Paulo, entre os dias 21 e 31/10. A recuperação foi promovida pela Dana, como parte do programa de restauração dos ícones da mobilidade brasileira e dentro das celebrações de seus 100 anos de fundação.

O trabalho envolveu a completa desmontagem do carro, revisão de todos os sistemas, instrumentos e restauração do cockpit, construído em alumínio. Na parte mecânica, a reconstrução da suspensão traseira e revisão da dianteira, produção de radiadores novos e troca de todas as peças de desgaste do câmbio. O motor, Cosworth DFV, recebeu todos os principais componentes de desgaste novos, comprados na própria Cosworth. E a pintura, que segue o padrão oficial de pista, foi refeita pelo renomado designer Sid Mosca.

O sistema de tração usado originalmente no carro foi fabricado pela Dana, então Albarus. Ao longo do processo de restauração, os dois cardans receberam um cuidado especial. Depois de retirados do carro, foram enviados para as instalações da Dana para serem restaurados pelos mesmos responsáveis pelo seu projeto, trinta anos atrás.

História reescrita

Após o Salão do Automóvel, o Fittipaldi FD 01, que já passou pela primeira fase de testes de pista, será apresentado no autódromo de Interlagos, no dia 10 de novembro. Em seguida, a Dana dará início a uma série de exposições em várias cidades brasileiras. Além do carro, os visitantes poderão ver uma mostra fotográfica e o vídeo com todas as etapas do processo de recuperação.

Segundo Luciano Pires, diretor de Comunicação Corporativa da Dana, a parceria entre a Dana e os irmãos Fittipaldi vai muito além do restauro dos carros da equipe. “Muitos brasileiros ainda guardam na lembrança a imagem de que a equipe Fittipaldi nunca fez algo relevante na Fórmula 1. Nossa meta é reescrever, como se deve, uma história de brasileiros que venceram todos os desafios para competir na categoria máxima do automobilismo”, salienta o executivo. Os trabalhos de restauração do FD 04, primeiro a ser pilotado por Emerson Fittipaldi, também já tiveram início.