Modernização na fábrica de elastômeros: segurança e produtividade

Modernização na fábrica de elastômeros: segurança e produtividade

Time de Planejamento Industrial responsável pelas melhorias
Time de Planejamento Industrial responsável pelas melhorias

A busca por melhorias faz parte do DNA da Dana e está ainda mais latente às vésperas da comemoração dos 70 anos da empresa no Brasil. Na 10ª de 13 etapas de um grande processo de modernização que vem ocorrendo desde 2010 na planta de Gravataí, a fábrica de elastômeros recebeu a atualização do sistema elétrico. Além de ampliar a segurança no fornecimento de energia e nas operações, o procedimento evita risco de paradas e minimiza o tempo de manutenção.

As mudanças foram expressivas: dos 35 transformadores à óleo da fábrica, 30 foram trocados por transformadores à seco, e 10 das 13 subestações de energia foram substituídas. Além do investimento no sistema elétrico, a modernização também passou pelo sistema de fornecimento de água para a fábrica: a torre de 35 metros de altura, que acomoda 900 mil litros, foi impermeabilizada e as tubulações trocadas.

O planejamento das obras para o período em que boa parte do time de operações está em férias foi estratégico – as equipes de Planejamento Industrial e Manutenção trabalharam para interferir minimamente na rotina de trabalho, e a execução ocorreu em um tempo menor do que o programado.

Benfeitorias constantes

A Dana em Gravataí conta com seis fábricas e um Centro de Serviços Compartilhados. No início do ano passado, a empresa já havia promovido um grande projeto de atualização do sistema elétrico. A troca de 3 km de cabeamento de alta tensão, por exemplo, visou preparar as operações em termos de eficiência e capacidade energética para os próximos 30 anos. O projeto também contemplou, ainda em 2016, o sistema de prevenção contra incêndios do site. Um novo sistema de bombeamento do reservatório de água para uso em emergências aumentou sua capacidade em 50%. Além disso, três cisternas de abastecimento foram impermeabilizadas e uma nova caixa de água potável foi ativada. A Dana também realizou o processo de renovação de calçadas, com a implementação de mais setores com piso tátil e rampas de acesso para cadeirantes, melhorando a acessibilidade de pessoas com deficiência. As linhas de vida, cabos que acompanham o perímetro do telhado, também foram instaladas em quatro prédios, aumentando a segurança das equipes que realizam a manutenção.

Fotos: Marla Cardoso/GES Especial

Share This: