Rede Parceria Social

Rede Parceria Social

Conclusão da 3ª fase apoiada pela Dana

Criança saudável é criança feliz: projeto “Segurança Alimentar = mais saúde", desenvolvido pela Assami. Imagem: acervo Assami

Criada em 2007, a Rede Parceria Social é uma iniciativa da Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social do Estado do Rio Grande do Sul que une o Governo Estadual, ONGs e empresas para viabilizar projetos sociais em todo o Rio Grande do Sul. Através da Lei da Solidariedade, que permite direcionar recursos da arrecadação do ICMS, abrange diversas áreas da assistência social e beneficia milhares de pessoas a cada ano. Em quatro edições, a Rede Parceria Social já apoiou 855 projetos de 120 municípios gaúchos, beneficiando diretamente 49 mil pessoas e mais de 130 mil pessoas, indiretamente.

A Dana investe nesta importante iniciativa desde 2009 e já apoiou 24 projetos com foco em segurança alimentar e no aproveitamento integral de alimentos – e na consequente promoção de uma saudável convivência familiar e comunitária. Em 2012, os oito projetos apoiados pela Dana priorizaram o atendimento a crianças, adolescentes e idosos, buscando o fortalecimento de conceitos importantes, como higiene dos alimentos e a alimentação mais segura. As instituições apoiadas foram: Associação de Amparo à Maternidade e Infância; Associação de Assistência em Oncopediatria; Associação de Cegos Louis Braille; Associação dos Idosos Três Palmeiras; Associação Santamariense de Auxilio aos Necessitados; Lar dos Velhinhos Santo Antonio; ONG Rede Criar; e Patronato Agrícola e Profissional São José.

O projeto “Segurança Alimentar = mais saúde” desenvolvido na Associação de Amparo à Maternidade e Infância (Assami), situada em Erechim, a 375 km da capital gaúcha, atendeu diretamente 550 crianças de zero a cinco anos. A Assami é uma entidade sem fins lucrativos que mantém três unidades escolares (duas escolas e uma creche), uma unidade de atendimento assistencial e uma cozinha industrial, onde são preparadas mais de 1.600 refeições todos os dias. Com recursos do projeto, modernizaram a cozinha industrial, capacitando as 50 funcionárias que participam da hora da alimentação das crianças através de técnicas de segurança alimentar e promovendo melhores hábitos alimentares nas crianças.