Óleo: parceria para regenerar

Óleo: parceria para regenerar

Reaproveitar é possível

Balsemino Filho, autor da ideia Imagem: Izilda França

Outro exemplo interessante, dessa vez de como reaproveitar o óleo usado na produção da fábrica, partiu da operação da Dana de Diadema, SP. Foi implementado um sistema de contenção e reaproveitamento do óleo utilizado na linha de um componente. Após a usinagem, as peças ficam armazenadas em cestos de metal, até partirem para a próxima etapa. Mas antes, enquanto esperavam, os componentes eram colocados nos cestos em cima de uma lona ou de um papel, que ficavam encharcados com o óleo que escorre das peças. Tal resíduo era então encaminhado para o lixo de produtos tóxicos e depois incinerado.

A ideia foi fazer um furo no meio do cesto e instalar embaixo dele uma garrafa de plástico. Enquanto as peças aguardam para a próxima etapa, o óleo em excesso vai escorrendo pelo orifício e fica armazenado na garrafa. Quando ela fica cheia, todo óleo retorna para a própria operação de usinagem e lubrificação das peças. Além da economia para a empresa, a natureza agradece.

ARTIGOS SEMELHANTES