UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA REPETE DOBRADINHA NO IV DESAFIO DANA BAJA SUL

O IV Desafio Dana Baja Sul, competição de mini bajas realizada no último final de semana (21 e 22) no complexo industrial da Dana em Gravataí (RS), teve dobradinha catarinense novamente. Assim como no ano passado, a equipe vencedora foi a Ilhéu, da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), seguida pela Uiraçu, pertencente à mesma universidade. Como prêmio, os campeões da Ilhéu receberam um motor Briggs&Stratton de 10 hp de potência.

O evento, que este ano reuniu mais de 150 estudantes de Engenharia de universidades do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, é uma iniciativa da fabricante de autopeças Dana em parceria com a SAE (Sociedade de Engenheiros da Mobilidade) – Seção Porto Alegre. Empenhada em estimular o trabalho dos futuros engenheiros do setor automotivo, a Dana passou a promover, desde 2003, uma competição regional de protótipos off-road dentro de seu complexo industrial. Os carros são construídos e pilotados pelos próprios estudantes.

Em um terreno de 10.000 m², a Dana construiu uma pista com 700 metros de extensão exclusivamente para o enduro, além de equipá-la com toda a estrutura de box, cronometragem e atendimento ao público presente. Como forma de estimular a participação, a empresa também arca com as despesas de transporte dos carros, além de doar os uniformes da organização e das equipes (camisetas e bonés). Oferece ainda alimentação e alojamento para todos no ginásio de esportes do complexo, com vestiários e chuveiros.

Disputa mais acirrada

Em sua quarta edição, além do acréscimo de 30% no número de equipes, o que acirrou a disputa, o Desafio Dana Baja Sul apresentou novidades na pista. Os competidores tiveram que enfrentar um novo obstáculo de resistência de suspensão, com 4 metros de extensão, formado por uma série de lombadas consecutivas.

“Foi ótimo o Desafio Dana Baja Sul deste ano, fiquei impressionado com a quantidade de equipes que participaram da competição, que sempre é segura, divertida e muito desafiadora para os alunos das universidades de engenharia da Região Sul. É interessante também que o Desafio Dana Baja Sul apresente novos obstáculos na pista deste ano, porque isto instiga os estudantes a criarem novas soluções para seus protótipos – exatamente como acontecerá nas suas vidas profissionais mais adiante”, declara Jader Hilzendeger, vice-presidente de Operações da Dana na América do Sul.

Resultado final:

1º – Ilhéu – UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) – Florianópolis/SC – 551,97 pontos

2º – Uiraçu – UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) – Florianópolis/SC – 548,61 pontos

3º – Mas Baja Tche – UPF (Universidade de Passo Fundo) – Passo Fundo/RS – 540,34 pontos

4º – Chimango – UCS (Universidade de Caxias do Sul) – Caxias do Sul/RS – 515,84 pontos

5º – Velociraptor – UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina) – Joinville/SC – 515,83 pontos

6º – Tchê I UFRGS – (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) – Porto Alegre/RS – 498,09 pontos

7º – Ulbra Bala – ULBRA (Universidade Luterana do Brasil) – Canoas/RS – 425,38 pontos

8º – Bombaja – UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) – Santa Maria/RS – 364,16 pontos

9º – Mini Bugio – UNIJUI (Universidade Regional do Noroeste do Estado do RS) – Panambi/RS – 322,90 pontos

10º – Sinuelo FAHOR – Horizontina/RS – 287,63 pontos

11º – Brazuca – UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina) – Joinville/SC – 154,59 pontos

12º – Tchê II – UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) – Porto Alegre/RS – 153,69 pontos

13º – Todo Torto – UNIVILLE (Universidade da Região de Joinville) – Joinville/SC – 107,91 pontos

14º – Javali – UTFPR – Curitiba/PR – 104,88 pontos

15º – Andrômeda – UNICENP- Curitiba/PR – 78,72 pontos

16º – Fúria do Sul – FURG – Rio Grande/RS – 53,58 pontos

17º – Bajasinos – UNISINOS – São Leopoldo/RS – 3,00 pontos