Dana sai do regime de reorganização judicial (Chapter 11) como uma empresa global ainda mais forte

A Dana Incorporated saiu hoje (1º de fevereiro) do regime de reorganização judicial sob o Capítulo 11 da Lei de Falências dos Estados Unidos. Após a reestruturação, a Dana emerge como uma nova empresa, posicionada para competir vigorosamente nos mercados mundiais de veículos de passeio, comerciais e fora-de-estrada.

As operações da Dana nos Estados Unidos entraram no processo de reorganização judicial em 3 de março de 2006. Durante o abrangente processo de reorganização que durou 23 meses, a empresa e seus parceiros obtiveram reduções anuais de custos entre US” 440 e US” 475 milhões e aumentos de receitas. Essas economias foram atingidas, principalmente a partir de melhorias na área de manufatura, redução dos custos trabalhistas e mudanças nos benefícios, além da redução nos custos com saúde para os aposentados e em despesas administrativas.

“Mudanças fundamentais têm sido o nosso objetivo desde o início deste processo”, afirmou Mike Burns. “Alcançamos este objetivo por meio da persistência e dedicação dos nossos colaboradores em todo o mundo e das parcerias com os sindicatos, bem como a contínua confiança e apoio dos nossos clientes e fornecedores.”

Burns, que trabalhou como presidente e CEO da Dana desde 2004 e vai continuar na empresa durante o período de transição, acrescentou: “Sinto orgulho da nossa recuperação e do que as pessoas que trabalham na Dana realizaram durante todo o processo. Nossas ações foram necessárias para o futuro da empresa. E atingimos nosso objetivo, mantendo um forte foco em cuidar de nossos clientes. Este é o momento certo para uma mudança e estou convencido de que a empresa e seus novos dirigentes estão preparados para o sucesso.”

Novo Conselho de Administração elege John Devine presidente e CEO

Em conjunto com a saída do regime de reorganização judicial, o novo Conselho de Administração da Dana elegeu John Devine como presidente e CEO. Devine é ex-vice-presidente e diretor financeiro da General Motors Corporation, onde atuou de 2001 a 2006. Antes de entrar na GM, Devine foi presidente e diretor executivo da Fluid Ventures, LLC. Anteriormente, passou 32 anos na Ford Motor Company, onde chegou a vice-presidente executivo e diretor financeiro. Devine é, também, um membro do Comitê da Amerigon Incorporated.

“Estou satisfeito por integrar o time da Dana, em particular neste importante dia para a nossa empresa e todas as partes interessadas”, disse Devine. “A reorganização alcançada pela Dana nos posiciona para emergir como uma empresa mais competitiva. Vamos nos concentrar no objetivo de levar a Dana novamente para a posição de líder em nossa indústria.”

Financiamento de US” 2 bilhões para investimentos em novos programas

A Dana obteve um financiamento de US” 2 bilhões por meio de um esforço liderado pelo Citigroup Global Markets Inc., Lehman Brothers Inc., e Barclays Capital. Apesar das difíceis condições do mercado de crédito, a empresa foi capaz de obter o financiamento, que consiste no valor de US” 650 milhões de linhas renováveis com base em ativos e um empréstimo de US” 1,350 milhão. O montante será utilizado pela Dana para reembolsar seus credores, fazer outros pagamentos exigidos após a saída do processo de recuperação judicial e proporcionar liquidez para financiar novos programas de produtos e outros investimentos.

Ações ordinárias da nova empresa iniciam negociações na Bolsa de Nova York

A partir de hoje as ações ordinárias da nova empresa serão negociadas na Bolsa de Nova York, sob o símbolo DAN. As ações da Dana Corporation que estavam sendo negociadas sob o símbolo DCNAQ foram canceladas.

Sobre a Dana Incorporated

A Dana é um fornecedor líder de tecnologias para transmissão, chassis, estruturas, vedação e gerenciamento térmico; bem como serviços de peças originais. A base de clientes da companhia inclui todos os maiores fabricantes mundiais dos segmentos automotivo, de veículos comerciais e fora-de-estrada, que, em conjunto, produzem mais de 70 milhões de veículos a cada ano. Sediada em Toledo, Ohio, nos Estados Unidos, a Dana emprega cerca de 35.000 colaboradores em 26 países e obteve vendas de US” 8,5 bilhões em 2006, com mais de metade desta receita proveniente das operações de fora dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse www.dana.com.br.