O motor diesel mais potente do mundo

O motor turbodiesel dois-tempos Wartsila-Sulzer RTA96-C é atualmente o mais potente e eficiente propulsor primário do mundo. Construído pela Aioi Works, da Diesel United, Ltd, do Japão, está disponível em versões de 6 a 14 cilindros, todos em linha. Eles foram projetados para aplicação em grandes navios para transporte de contêineres. Os armadores apreciam configurações monomotor e monoélice e a nova geração de navios maiores para esta finalidade precisavam de um motor maior para impulsioná-los.

O diâmetro dos cilindros é pouco menor que 38 pol (96,5 cm) e o curso dos pistões ligeiramente maior que 98 pol (2,489 m). Cada cilindro desloca 111.143 pol³ (1.820 litros) e produz 7.780 hp (7.787 cv). A cilindrada total é de 1.556.002 pol³ (25.480 litros) na versão de 14 cilindros.

Alguns dados da versão de 14 cilindros:

– Peso total do motor: 2.300 toneladas (só o virabrequim pesa 300 toneladas)
– Comprimento: 27,1 metros
– Altura: 13,4 metros
– Potência máxima: 108.920 hp (110.430 cv) a 102 rpm
– Torque máximo: 776.073 m.kgf (7.613.283 Nm) a 102 rpm

O consumo de combustível em potência máxima é de 126 gramas por hp por hora (consumo específico de combustível ao freio). Em regime de máxima economia é de 118 g/hp/h. Nessa condição, a eficiência térmica do motor supera 50%. Ou seja, mais da metade da energia do combustível é convertida em movimento.

Para comparação, a maioria dos motores de automóveis e de aeronaves pequenas apresentam consumo específico na faixa de 180 a 270 g/hp/h e eficiência térmica na faixa 25%-30%

Mesmo no ajuste de potência mais eficiente, o grande motor de 14 cilindros consome 6.280 litros de óleo combustível pesado por hora.

Internamente, é um pouco diferente da maioria dos motores de automóveis. A parte superior da biela não é ligada diretamente ao pistão, mas a uma cruzeta que se desloca em canais-guia. Uma longa haste de pistão liga este à cruzeta. Isso provavelmente é feito para que as forças laterais produzidas pela biela sejam absorvidas pela cruzeta e não pelo pistão. Essas forças laterais são as que fazem os cilindros dos motores de automóveis ficarem com formato ovalado com o tempo.

Veja fotos do motor acessando o site www.bath.ac.uk/~ccsshb/12cyl/