Formare na Dana: formando jovens profissionais para o futuro

Preparar jovens para o mercado de trabalho. Esse foi o objetivo da Dana ao iniciar a participação em 2003 no Projeto Formare, um curso que busca capacitar jovens de baixa renda oferecendo-lhes educação profissionalizante e conceitos de cidadania. Desenvolvido pela Fundação Iochpe, uma organização civil sem fins lucrativos, o projeto é voltado para empresas privadas. Na Dana, as aulas são ministradas nas unidades de Osasco e Sorocaba (SP). A Escola Formare / Dana beneficia 20 jovens entre 16 e 18 anos com aulas técnicas com os próprios funcionários da empresa.

Para os jovens, as aulas oferecem uma abrangente preparação para o mercado de trabalho, além do desenvolvimento do senso de responsabilidade. Segundo a coordenadora do Formare em Osasco, a analista de RH Cláudia Jesus, o curso é gratificante porque proporciona oportunidade de interação entre jovens e educadores. “Ao ouvir que muitos alunos hoje têm seu próprio emprego, pagam seu próprio aluguel, usufruem de uma vida familiar normal, ingressam em faculdades e agradecem a sua contribuição e dedicação na sua formação como cidadão e como profissional, isto faz com que você se sinta recompensado pelo seu esforço, além de cultivar a esperança que para estes 20 alunos você deu a sua contribuição para que tenham um futuro diferente”, declara.

No Formare, o educador-voluntário tem sua participação reconhecida, além do aumento da visão de mundo e desenvolvimento do espírito de liderança. Segundo Luisa Gobbo, analista de RH em Osasco e um dos 42 educadores-voluntários da operação, o trabalho beneficia alunos e professores. Ela ministra aulas de Comunicação e Relação Interpessoal há dois anos. “Enquanto educador, você reflete e prepara aulas, o que proporciona reciclagem constante, ao pensar em técnicas que motivem ao estudo e que sejam inovadoras, como a música”. Luisa afirma que o Formare é um trabalho diferente de outros programas sociais. “Nós trabalhamos com as pessoas da comunidade onde a empresa está inserida e damos um apoio inicial na vida profissional dos alunos”, completa.

As empresas que participam do projeto são auditadas pela Fundação Iochpe e pelo CEFET – Centro Federal de Educação Tecnológica. Com este trabalho, a Dana recebeu da Fundação Iochpe o certificado de “Escola Revelação”. A divulgação do curso foi feita em escolas da comunidade e, em seguida, foi realizada uma prova de admissão. Os alunos recebem um diploma de “assistente de produção e serviços”, reconhecido pelo MEC, além dos seguintes benefícios: vale-transporte, refeição (café e almoço), bolsa-auxílio de meio salário, seguro de vida, assistência médico-odontológica, uniforme, material escolar, assistência social e psicológica, cesta básica. É obrigatório que os alunos também estudem à noite e apresentem boas notas.

As aulas ministradas na Dana abrangem as seguintes matérias: Higiene, saúde e segurança; Comunicação e relacionamento; Organização industrial e comercial; Matemática aplicada; Inglês; Educação Física; Materiais e processos; Instrumentos e medidas; Desenho mecânico; Informática; Ajustagem mecânica; Administração de produção e montagem; Empreendedorismo; Automação e conservação; Artesanato e Prática profissional, além de reforço escolar. A escolha do curso não importa: o que fica é o senso de responsabilidade e construção para o futuro. E a nossa empresa, naturalmente, quer fazer parte disto.

Para saber mais sobre o projeto Formare, acesse o site da Fundação Iochpe: www.fiochpe.org.br.