DANA 100 ANOS: Conheça a trajetória do Landau, mais famoso automóvel de luxo produzido no País

A Dana desenvolve diversos projetos culturais, entre eles uma parceria estabelecida há alguns anos com o Museu da Tecnologia da Ulbra, localizado na cidade de Canoas. Essa união permite importante suporte a um dos mais importantes acervos automobilísticos da América Latina e um dos maiores do mundo em quantidade e diversidade de modelos. O veículo que o Canal Dana traz hoje é o Ford Landau 1982.


Lançado em 1966, o Galaxie foi o principal automóvel de luxo produzido no Brasil. Com motor V8, foi o primeiro carro nacional a oferecer câmbio automático como opcional (em 1969), além da direção hidráulica (em 1970).


Ao longo de seus 16 anos de produção, o Galaxie foi reestilizado em 1973, quando ganhou nova frente e traseira, e em 1975 (modelo 1976). A partir desse ano, o modelo que antes era oferecido nas versões 500 e LTD Landau, passou a ser comercializado em três versões distintas: 500 (básica), que saiu de linha em 1979; LTD e Landau, top de linha, oferecido com a vigia traseira de menores dimensões, como nas limousines americanas.


O modelo 1982, último a ser fabricado, se diferencia do 1981 pela opção de cor cinza Granito, que não havia antes. O veículo conta ainda com luzes de ré nas lanternas traseiras, luzes laterais, espelhos retrovisores com controle interno e duas saídas de escapamento.

Clique aqui e veja fotos do Landau 1982.

A história da Dana se funde com a da indústria automobilística. A cruzeta, uma junta universal que é a base da solução de tração inventada e patenteada por Clarence Spicer há 100 anos, segue movendo veículos em todo o planeta, e a busca constante por inovação segue norteando nossas ações, integrando sistemas, otimizando recursos e fazendo nossos clientes vencerem. Para comemorar o nosso centenário, trazemos para você carros do incrível Museu de Tecnologia da Ulbra, do Rio Grande do Sul, verdadeiros ícones de uma paixão que movimenta o mundo. Dana, 100 anos trazendo tecnologia até você.