AQUI TEM DANA: Unidade brasileira equipará New Beetle no México

A divisão de Produtos de Vedação da Dana no Mercosul, localizada em Gravataí (RS), em parceria com a operação da empresa na Europa, está fazendo os primeiros protótipos do protetor de calor TAPS (sigla em inglês para escudo protetor termoacústico) que será aplicado no coletor de exaustão do novo motor de cinco cilindros do New Beetle, da Volkswagen. O fornecimento para a montadora, localizada na cidade de Puebla – a 120 quilômetros da capital mexicana -, deverá começar a partir do segundo semestre de 2005, em um total de 70 mil unidades por ano.


Desenvolvido em parceria pelas operações do Brasil e da Europa, o defletor que equipará o New Beetle é capaz de isolar o ruído e conter um calor de até 900ºC gerado pelo motor. “Essa é a nossa primeira exportação direta desse tipo de componente. E é também a primeira vez que fornecemos para a Volkswagen México a partir de Gravataí”, afirma Jader Hilzendeger, vice-presidente de Operações do Grupo de Sistemas Automotivos da Dana na América do Sul. O novo fornecimento deve aumentar em quase 10% as exportações da divisão para o mercado original.


Parceria com Europa


A conquista do novo fornecimento só foi possível porque a operação brasileira da Dana possui uma frente avançada de vendas e engenharia de aplicação estrategicamente posicionada na Europa, onde nascem a maioria dos projetos das montadoras. “Lá, uma série de novos negócios são discutidos em conjunto, como o melhor local para a produção dos componentes, de forma que o cliente obtenha a melhor vantagem econômica possível e o mesmo padrão de qualidade, independentemente da origem do produto, seja na Dana da Alemanha, Brasil, Japão ou EUA”, observa o executivo.


Desde os acertos preliminares com a equipe de compras da VW México (localizada na Alemanha), o negócio foi marcado pela cooperação entre as divisões de produtos de vedação Dana na Europa e no Mercosul. Antes mesmo da assinatura do contrato de fornecimento, já havia trabalho intenso e sinergia entre os profissionais europeus e sul-americanos.


Novas oportunidades


Em uma primeira fase, o negócio permitirá a aproximação entre os técnicos e engenheiros do Brasil e do México. “O objetivo é ampliar nossos negócios e explorar oportunidades que levem ao desenvolvimento de novos componentes, pois o México representa um grande mercado no segmento de autopeças e o Brasil tem se mostrado um fornecedor competitivo”, destaca Jader.


A divisão de Produtos de Vedação da Dana no País possui alta tecnologia e volume de produção de cerca de 900 mil juntas de vedação e 900 mil tampas de válvula. A unidade é líder brasileira na fabricação de juntas metálicas com tecnologia MLS (multicamadas).