Conheça o time Dana para o Aftermarket

Carlos Dourado, Diretor de Vendas para a América do Sul conta mais sobre os planos para o mercado de reposição e apresenta a estrutura criada especialmente para atender os clientes.

Time Dana em Diadema

“O Aftermarket já contribui ativamente para o crescimento da Dana em 2017. A Dana renovou suas atividades no segmento após 13 anos.” Essa afirmação é de Raul Germany, Líder de País para a Dana no Brasil, e tem sido o mote que direciona a equipe dedicada ao mercado de reposição criada em 2016 para gerir as estratégias que apontam para a retomada da posição de destaque e liderança que a marca sempre teve neste segmento.

Para cumprir estes objetivos, a Dana montou uma equipe de representantes comerciais, capitaneados por Carlos Dourado, profissional experiente no setor com 25 anos de Eaton, e já em janeiro de 2017 inaugurou seu Centro de Distribuição de peças em Diadema, na região do ABCD paulista.

“Focada no crescimento e fortalecimento da marca no mercado de reposição, a Dana Brasil formou uma equipe totalmente voltada ao Aftermarket, com 55 profissionais e um grupo de representantes comerciais. São dez empresas espalhadas pelo Brasil com profissionais que conhecem profundamente o mercado. Tudo isso tem contribuído para os excelentes resultados dessa retomada.”

Os componentes das operações de Gravataí (RS), Sorocaba, Jundiaí e Diadema (SP) são enviados para o Centro de Distribuição, o 18º da empresa no mundo, que tem mais de 2 mil metros quadrados e conta com cerca de 40 pessoas, trabalhando em dois turnos.

“Focada no crescimento e fortalecimento da marca no mercado de reposição, a Dana Brasil formou uma equipe totalmente voltada ao Aftermarket, com 55 profissionais e um grupo de representantes comerciais. São dez empresas espalhadas pelo Brasil com profissionais que conhecem profundamente o mercado. Tudo isso tem contribuído para os excelentes resultados dessa retomada”, comemora Dourado.

A Dana tem hoje quase 2.000 itens em seu portfólio de Aftermarket, em quatro unidades de negócios: eixos diferenciais e seus componentes, cardans, juntas homocinéticas e kits de reparação e, em janeiro, lançou a linha Spicer de componentes de direção e suspensão. Embalados pela ótima receptividade ao modo Dana de fazer negócios que encontramos no mercado, os negócios continuam a crescer para melhor atender aos clientes e seguir no ritmo de crescimento, ampliando o pacote de produtos já neste ano.

“Somos tradicionais e renomados fabricantes de autopeças, fornecemos para as montadoras, ao redor do mundo. E no Brasil não é diferente. Fabricamos uma ampla linha de produtos de transmissão e suspensão, que equipam os novos veículos do mercado, sejam eles automóveis, caminhões e ônibus ou máquinas de construção e para o mercado agrícola, como eixos dianteiros pesados, eixos diferenciais leves e pesados, componentes de suspensão leve e pesada, diversos componentes de borracha e juntas de motor”, avalia Dourado e completa, “para atender a demanda do mercado – dos clientes dos clientes de nossos clientes – ampliamos nossa oferta de produtos de uma forma muito diferenciada, trazendo a preocupação com a qualidade e a reputação de nossas marcas para oferecer também juntas homocinéticas e uma linha de produtos que cresce a olhos vistos, com excelente receptividade no mercado nacional e regional”.

Baseados neste amplo portfólio de produtos e na receptividade do mercado, a expectativa da equipe Dana é de crescer no Aftermarket acima da média de mercado. “Estamos otimistas. Como antes fazíamos a operação do negócio de forma indireta, agora devemos crescer 50% mais do que as estimativas para este ano”, diz Dourado. O executivo destaca, ainda, a retomada das exportações de produtos fabricados no Brasil para mercado de reposição de países latino-americanos como fator de crescimento.

Outro ponto destacado por Dourado é o momento Dana vivido no Brasil. Segundo ele, 2017 é um ano muito importante para a Dana, pois a empresa celebra os seus 70 anos de Brasil. Dentro deste cenário, a empresa tem procurado reforçar o relacionamento com o mercado de reposição brasileiro, com o lançamento de novos produtos, ampliação de sua linha e uma nova forma de comercializar os seus produtos no Aftermarket, além do Centro de Distribuição, de onde consolidamos os embarques para nossos clientes. “Tudo para superar as expectativas e necessidades do Aftermarket”, conclui o executivo.